Em agenda

Link Interno Exposição Bianual da Coleção de Arte Contemporânea 'Manuela de Azevedo'
02.01 | 30.03 de 2019

Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire encontra-se em exposição parte do espólio artístico da jornalista Manuela Ferreira de Azevedo, doado à Câmara Municipal de Santarém no final da década de 80, espólio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais.

 

De 2 de janeiro a 30 de março estará em destaque trimestral uma obra da autoria de Júlio Pomar: "Burlesco", Serigrafia a preto e branco s/ papel, datada de 1984.

 


Júlio Pomar nasceu em 1926 em Lisboa. Frequentou a Escola de Artes Decorativas António Arroio e as Escolas de  Belas-Artes de Lisboa e Porto, tendo participado em 1942 numa primeira mostra de grupo, em Lisboa, e  realizado a primeira exposição individual em 1947, no Porto, onde apresentou desenhos.
Além da obra de pintura, desenho, escultura, cerâmica, gravura, etc., o artista ainda se dedicou à escrita sobre temas ligados à pintura e à poesia.

Os primeiros anos da sua carreira estão ligados à resistência contra o regime do Estado Novo e à afirmação do movimento neorrealista em Portugal, marcando a especificidade deste no contexto europeu. Teve uma ação artística e cívica intensa ao longo das décadas de 1940 e 1950 e é consensualmente considerado o mais destacado dos cultores do neorrealismo nacional.

Começa a distanciar-se do ativismo político e do idioma figurativo inicial na segunda metade da década de 1950 e, em 1963, radica-se em Paris, vivendo desde então e trabalhando entre Paris e Lisboa. Sem nunca abandonar o pendor figurativo, liberta-se do compromisso neorrealista, enveredando pela "exploração de práticas pictóricas diversas que o centrarão na pintura enquanto tal, interrogando as suas formas, composições e processos, pintando das mais variadas maneiras na exploração ou na recusa das possibilidades que o seu tempo lhe abriu".

Pomar tem sido invariavelmente incluído nas maiores exposições onde se faz o balanço da arte moderna portuguesa e está representado em inúmeras coleções, públicas e privadas.

Júlio Pomar instituiu em 2004 uma Fundação com o seu nome. Foi anunciada para Abril de 2013 a inauguração do Atelier-Museu Júlio Pomar, criado pela Câmara Municipal de Lisboa.                                   


 

Público-alvo | Geral

Local | Casa Museu Anselmo Braancamp Freire, Rua Braamcamp Freire

Horário | Seg. a Sex. das 09h30 às 12h15 e das 14h00 às 17h15

Contactos | 243 330 240/ 243 329 094


Voltar
 











Câmara Municipal de Santarém

procurar no site
     
Mudar fundo Fundo 1 Fundo 2

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se

01.03 | 31.05 de 2019
Exposição temporária no Núcleo Museológico do Tempo

02.01 | 30.03 de 2019
Exposição Bianual da Coleção de Arte Contemporânea 'Manuela de Azevedo'

Nenhum registo encontrado.