O Museu . Historial

1876
O Museu de Santarém foi criado por alvará de 16 de Fevereiro de 1876, devendo-se à iniciativa do governador civil do distrito, José Ferreira da Cunha e Sousa (1813-1912). O local escolhido para a sua instalação foi a igreja de S. João do Alporão, então sede de uma sociedade particular de teatro. Após obras de remodelação que decorreram entre 1877 e 1889, o Museu abriu ao público, com um figurino distrital, no ano de 1889 (com base no Regulamento de 8 de Maio de 1885), passando para a competência municipal em 24 de Dezembro de 1892 (Decreto n.º 295, de 28 de Dezembro).

1889
As primeiras coleções foram constituídas, numa primeira fase, entre 1870 e 1889, fruto da política de proteção dos bens móveis levada a cabo pelo Governo Civil e que esteve na origem de um primeiro registo executado por colaboradores do museu, ainda em finais da década de 80 de Oitocentos. 
As coleções de arqueologia medieval e moderna, por sua vez, cresceram durante o primeiro quartel do século XX, formando o grosso do acervo do Museu de S. João de Alporão, cujo catálogo manuscrito se deveu ao primeiro conservador - Laurentino Veríssimo - técnico que organizou de forma diferente a exposição permanente, contribuiu para o aumento das coleções e seu registo e inscreveu o nome do museu nos anais da museologia portuguesa contemporânea, pelo facto de ali ser a sede da Comissão de Salvamento dos Monumentos de Santarém, uma instância de proteção, estudo e divulgação do património integrada na 1ª Circunscrição de Arte e Arqueologia, criada pela Iª República.

1937
Entre 1937 e 1965, depois da morte de Laurentino Veríssimo, a Câmara Municipal entrega a gestão do museu a Zeferino Sarmento, uma personalidade exterior aos quadros do município. Homem de grande envolvimento nas estruturas culturais do Estado Novo, este engenheiro trouxe para o velho museu de S. João de Alporão algumas ideias de musealização do espaço, segundo o modelo do Museu Machado de Castro e tentou dinamizá-lo já numa perspetiva nucleada, tendo proposto novos espaços para dispor as peças de forma mais coerente, científica e artística. A ele se deve a criação do Museu dos Coches (1942-1977), no piso inferior da Casa-Museu Braamcamp Freire, onde reuniu carros, equipagem e objectos relacionados com a cavalaria (acicates, esporas, trelas, selas, etc.). 
Com a morte de Zeferino Sarmento o Museu de S. João de Alporão transforma-se numa instituição com fim anunciado, passando a ser conhecido como “museu dos cacos”.

Interior do Museu dos Cacos

1992
Após longa hibernação, em 1992 (acta do executivo de 25 de Maio), o município de Santarém determina o fecho do velho Museu, iniciando uma reestruturação e remodelação, que passou pela inventariação e classificação do espólio de S. João do Alporão, pela classificação do património móvel e sua exposição em eventos temáticos, pela adaptação do espaço interior a fins museológicos e pela constituição de uma Reserva Museológica Municipal.

1994

Em 1994, o executivo municipal aprova a nova estrutura do Museu Municipal de Santarém, através de decisão resultante do novo figurino criado durante o período transitório (ata n.º 25/94 de 19 de Setembro). As bases fundamentais da realidade museológica passaram a repousar numa estrutura polinucleada, integrando o núcleos já existentes: Núcleo Museológico de Arte e Arqueologia (Igreja de S. João do Alporão), Núcleo Museológico do Tempo (Torre das Cabaças) e Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire.

2001

Através de uma candidatura apresentada em 2001, o Museu Municipal de Santarém foi credenciado pelo Instituto Português de Museus (atual IMC), encontrando-se desde então integrado na Rede Portuguesa de Museus. A credenciação da tutela significou o reconhecimento oficial da qualidade técnica do Museu Municipal de Santarém, bem como o papel que representa na promoção do acesso à cultura e no enriquecimento do património cultural do concelho.

2009

Abre ao público o Centro de Interpretação Urbi Scallabis, o quarto núcleo museológico, materializando uma nova perspetiva da museologia local, assente em equipamentos interativos.

 

 

 

 

 











Câmara Municipal de Santarém

procurar no site
     
Mudar fundo Fundo 1 Fundo 2

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se

02.07 a 30.09
Exposição Bianual da Coleção de Arte Contemporânea 'Manuela de Azevedo'

Nenhum registo encontrado.