Peça do mês

Link Interno abril 2014

abril 2014

Espora

 

Espora em ferro forjado e aço, com revestimento de placa de ouro. É constituída por roseta, pua e arco. A pua apresenta uma pequena haste de secção circular, decorada com elementos de ouro e dois pequenos orifícios, que remata com roseta de médio desenvolvimento, constituída por catorze pontas salientes. Os arcos apresentam-se decorados com quatro elementos de ouro (dois lisos intercalados com outros dois com reticulado inciso) e terminam em forma de fivela em losango para a passagem das correias.

A ?espora de roseta? corresponde, grosso modo, a uma segunda fase da evolução deste acessório de cavalaria, sucedendo à ?espora de pua? ou de ?espigão fixo?. O exemplar mais antigo que se conhece data do século XIV e parece tratar-se de uma criação francesa. Este modelo de espora sofreu diversas alterações ao longo dos séculos, nomeadamente na dimensão da roseta e no formato dos arcos.

Utilizadas para manietar o cavalo e colocadas na bota ou calçado, as esporas eram, depois da espada, o mais importante acessório do cavaleiro medieval. Consideradas obras de arte, eram fabricadas por artesãos e fabricantes de armas, dos quais os mais famosos eram da Itália e Alemanha. Os nobres das mais altas linhagens possuíam esporas de ouro e tirá-las na frente de alguém era considerado sinal de homenagem ou de falta grave (geralmente traição). De entre as várias condecorações famosas, a Ordem da Espora de Ouro foi criada pelo Papa em 1500.

 

Autor: Desconhecido

Ano: Séc. XIV (Finais)/ Séc. XV (Princípios)

Material: Ferro forjado e aço, revestimento a placa de ouro

Medidas: 16,20 cm (diâm.); 21,00 cm (alt.)

 


Voltar
 











Câmara Municipal de Santarém

procurar no site
     
Mudar fundo Fundo 1 Fundo 2

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se

De 29.01 a 09.03
2.ª Fase do Concurso Criativo "Bora Pintar o Cabaceiro"

Nenhum registo encontrado.