Peça do mês

Link Interno outubro 2014

outubro 2014

Relógio

 

Relógio de bolso em ouro de 18 Kilates. Apresenta caixa do tipo lépine sem coroa, trabalhada, fundo gravado com escudete central com monograma e tampa de proteção fixa. A abertura do fundo é de botão no pendente. Possui chave de dar corda e acertar, solta (escolher). Mostrador em metal, com as horas em numeração romana a preto em coroa circular e os minutos pontilhados. Centro gravado/decorado com motivos florais. Ponteiros das horas e minutos do estilo pêra de Paris, em aço revenido anilado.

O primeiro relógio de bolso foi fabricado, por Peter Henlein, cerca de 1504, na cidade de Nuremberga. Foi denominado pela forma, tamanho e procedência, de ?Ovo de Nuremberga?. Era todo de ferro, com corda para quarenta horas e precursor da "Mola Espiral", utilizando-se do pelo de porco; constituía-se de um indicador e de um complexo mecanismo para badalar. Foi sem dúvida, em muitos países, o acelerador para diversas invenções e melhorias, principalmente na Europa, desenvolvendo-se de maneira vertiginosa à indústria relojeira.

Depois da invenção do relógio, os usos das ferramentas do tempo complexificam-se. Novas peças de uso privado vão surgir, cujos preços de mercado irão condicionar os seus futuros compradores (realeza, nobreza, burguesia, operariado).  O relógio de bolso - importante experiência técnica de minuterização - passa a ser objeto de luxo. Oferecem peças de invulgar valor artístico e técnico. Dispõem-se de relógios para todas as ocasiões: para passeio, para lapela, para luto, etc.

 

Autor: KAISER, J.

Ano: 1870

Material:  Ouro

Medidas: 5,4 X 1,6 cm; 3,4 cm (diâmetro do movimento redondo)


Voltar
 











Câmara Municipal de Santarém

procurar no site
     
Mudar fundo Fundo 1 Fundo 2

Quer receber as nossas notícias?
Registe-se

01.10 | 31.12 de 2018
Exposição Bianual da Coleção de Arte Contemporânea 'Manuela de Azevedo'

Nenhum registo encontrado.